segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Tudo a ver com Susana: HOJE SÓ QUERIA UM ABRAÇO TEU!

Tudo a ver com Susana: HOJE SÓ QUERIA UM ABRAÇO TEU!: O dia 25 tem muita magia. Foi o dia em que tu nasceste e eu também. Hoje farias 69 anos meu querido pai. Nunca gostaste de celebrar esta ...

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Capicua

Ensinaste-me quase tudo o que sei da nossa profissão e ainda valores para vida e todas as "orações" dos jornalistas, na hora do aperto. Ensinaste-me amizade, dignidade, verticalidade e frontalidade. Ensinaste-me que a Redacção é a única catedral do mundo onde se pode dizer palavrões. És o meu "pai profissional" e um dos meus melhores amigos!
Abriste-me as portas da rádio, da televisão e do teu coração. Estás na minha vida há 26 anos e que bom que assim é. Hoje fazes anos e tudo o que já escrevi, serve para qualquer dia do ano. 
Parabéns meu querido, meu velho, meu amigo! 
Mil beijinhos. Adoro-te!

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Lamechice's Time

As rosas amarelas falam de Amizade e esta fala exclusivamente de ti! Da imensurável generosidade e autenticidade que me comovem todos os dias. Do orgulho desmedido que tenho em ti! Dos teus abraços que chegam sempre a horas sem ser necessário pedir, dessa imensa força que um dia me "levantou do chão". Esta rosa fala dessa interminável coragem que me ensinas todos os dias, do ombro amigo que nunca me faltou nos dias mais cinzentos. 
Esta rosa fala do olhar positivo que aprendi contigo a ver a vida e dos sorrisos que desenhas  no meu coração quando me chamas amiga. Amiga, esta rosa é toda tua! Merecidamente! Quando penso Amizade, penso sempre em ti!
Parabéns Clarinha, muitos! Por mais um ano, por seres assim; linda, por dentro e por fora e autêntica!
Mil beijinhos. Adoro-te, muito! (Até quando me chamas "lamechas")

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

(Re)Vitalicio

Há dezanove anos, por graça, ofereci o cartão da foto a uma amiga que há pouco mais de um mês, me mostrou o espécime, carinhosamente guardado no filofax. 
Há dias assim. Em que a emoção agrafa a voz, derrete o coração, rega a alma e o olhar.
Há dias assim. Em que a ternura se cola mais à pele e  apetece renovar o crédito ilimitado de afecto. 
Hoje é um desses dias. Um dia igual a ti! Parabéns Escorpiãozinho. 

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Patifaria

Há vinte anos fiz uma partidinha. Retribuí a gentileza de um telefonema nocturno... de parabéns! Mesmo na hora em que a minha amiga Paula Santos nasceu. Já não me lembro da hora, mas sei que era noite dentro. Creio que entre as 3h e as 04h da manhã. Queria muito dar os parabéns à minha amiga, retribuir a gentileza que tinha tido comigo cinco anos antes e só lamentei ter acordado a família.
Claro que não podia ser eu a telefonar. A minha voz seria imediatamente reconhecida e sabia que não seria ela a atender o telefone. Esse pequeno obstáculo foi logo resolvido. Eu estava a fazer a madrugada na informação na rádio Azul e o meu colega operador de som falou... com a mãe dela, dizendo ser da TSF e era uma emergência. A Paula veio ao telefone, ensonada, preocupada, e eu cantei-lhe os parabéns... e disse-lhe aquelas coisas que só se dizem aos amigos. 
Recuso-me a partilhar o que ouvi do outro lado e as quase consequências da minha simpatia só conto na próxima semana. E vocês vão perceber porquê!
Hoje é de facto um dia especial! A "minha Paula Cristina" faz anos e é muito bom tê-la por perto. 
Miúda, parabéns! Muitos! O resto digo-te mais logo, ok? O almoço é uma tosta "mista" de queijo?
Beijocas

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Metade

A amizade torna-nos metades. 
Metade de mim está feliz, a outra com gripe!
Lembras-te do nosso "pacto" renovado em cada final de ano, que preconiza continuar, partilhar, cuidar, etc? Sim?
Então quando é que me dás metade da "nossa" gripe?
Até lá, deixo-te um milhão de beijinhos e miminhos. Inteiros, exclusivos!
As melhoras!

Adoro-te :-)

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Reencontros

O início deste mês coincidiu com regressos e reeencontros. É bom estar de volta, são tão bons os abraços e os sorrisos, estes reencontros que a gente sente como uma renovação, uma revitalização. Os abraços colam-se à pele, os sorrisos pintam os rostos e de repente percebemos que os "hiatos" do tempo foram apenas intervalos.
Melhor que tudo... sentir que os afectos ficaram, aumentaram e que os amigos nunca nos "fogem"!
Por estes dias tem sido assim! Reeencontros, regressos, abraços, trabalho, apaixonante... trabalho e amigos, duas das minhas razões de viver! Há mais uma, a família! E os amigos fazem parte desta "tribo" de muito afecto!